segunda-feira, 29 de setembro de 2014

ANA - Avaliação Nacional da Alfabetização - Resultados 2013


Resultados


Os resultados finais da ANA 2013 estão disponíveis para acesso das escolas. 

Para conhecer os resultados, cada diretor deverá utilizar seu CPF e senha. Caso 

não tenha cadastro, acesse as orientações aqui.
Se você não possui senha, faça o cadastro aqui.

'Pintei dessa cor, ta?', diz aluno cansado de ver desenhos padronizados

Estudante do 5º ano de Nova Iguaçu coloriu personagens 

da Turma da Mônica de modo que ficassem parecidos 

consigo

POR 

RIO - Ao receber mais uma leva de provas de fim do bimestre em uma escola municipal de Nova Iguaçu, a professora Joice Oliveira Nunes teve uma surpresa muito agradável. A cada dois meses, os alunos do 5º ano do ensino fundamental fazem uma votação para eleger qual desenho ilustrará a capa das avaliações.

Desta vez, foram escolhidos os inconfundíveis personagens da Turma da Mônica. No entanto, percebendo que nenhum deles se parecia consigo, o aluno identificado apenas como Cleidison resolveu pintá-lo a sua imagem e semelhança. E ele ainda avisou a professora porque fez isso:

- Pintei da minha cor, tá? Cansei desses desenhos diferentes de mim.





















Surpresa com a atitude, Joice abraçou a causa de seu aluno e postou a imagem do desenho no Facebook. Até este sábado, a foto já tinha mais de 3,5 mil compartilhamentos.

Read more: http://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/pintei-dessa-cor-ta-diz-aluno-cansado-de-ver-desenhos-padronizados-14070461#ixzz3Ei6Tzbok

Mauricio de Sousa comenta 'protesto' de criança contra ausência de personagens negros na Turma da Mônica

Nesta semana, um aluno do 5º ano da Escola Municipal Professora Irene da Silva Oliveira, em Nova Iguaçu, resolveu usar a capa da sua prova bimestral, ilustrada com um desenho da Turma da Mônica, para fazer uma manifestação artística contra a falta de representatividade para as crianças negras. A criança, identificada como Cleidison, pintou todos os personagens com lápis de cor marrom. A situação curiosa foi divulgada pela professora do menino, Joice Oliveira Nunes, nas redes sociais e fez muito sucesso, com mais de 1200 compartilhamentos.
O EXTRA procurou Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica. Através de sua assessoria de imprensa, o cartunista comentou o caso com exclusividade e elogiou a "saída criativa e carinhosa" do aluno carioca. Confira a declaração de Mauricio na íntegra:
"O menino Cleidison tem razão a partir de sua visão do mundo e do meio.
Por que os personagens das historinhas que ele lê não têm a mesma cor de sua pele?
E corajosamente ele os traz mais para perto de si e dos seus colegas afrodescendentes simplesmente usando lápis de cor.
Saída criativa e carinhosa.
Ele não excluiu os personagens. Ele os trouxe para seu meio.
Sou um dos poucos cartunistas que criou personagens de cor desde o inicio de minha carreira. O Jeremias, que inclusive faz parte de nosso atual show 'Mônica Mundi', junto com Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão, foi criado nos anos 60. No show ele mostra as raízes africanas que compõem nossa nação. Depois vieram protagonistas como Pelezinho, Ronaldinho Gaúcho e Neymar.
Assim como temos a Samira (árabe), Hiro e Neuzinha (japoneses) e tantos outros dos quase 400 que criei nesse universo.
Impossível contar histórias brasileiras sem essa mistura linda de cores e valores.
(Pra mim não há raça branca, negra, amarela... Pra mim existe a raça humana)"

Acompanhe as liberações de recursos para sua unidade educacional, oriundos do FNDE



 LIBERAÇÕES 
Exercício:  
Programa:  
CGC/CNPJ:  
OU
UF:  
Município:  
Tipo de Entidade:  


Acompanhe as liberações de recursos (FNDE). Basta inserir o número do CNPJ e clicar em buscar

Comunidade do Pedra 90 prestigia evento do programa Mais Educação

Foto: Jorge Pinho

Pelo menos 1,5 mil pessoas, entre alunos, professores e pais, estiveram presentes nesta sexta-feira (26) na praça Cultural do bairro Pedra 90, para prestigiar o projeto Setembro com Mais Educação. O evento, realizado pela Secretaria Municipal de Educação, reuniu alunos de 16 escolas municipais da regional Sul para comemorar os seis anos de implantação do Programa Mais Educação. 
Segundo o secretário municipal de Educação, Gilberto Figueiredo, pelo menos 16,4 mil alunos são atendidos pelo programa nas escolas da rede municipal, mas a intenção é potencializar esse atendimento em pelo menos 50% dos alunos. “Este é um dos programas realizados pela rede municipal que temos o maior carinho, pois sabemos dos resultados positivos que ele tem dado aos alunos”, disse o secretário. 
“O sucesso do evento mostra as coisas brilhantes que nossos alunos são capazes de fazer e tudo isso é possível porque nossos profissionais fazem um bom trabalho”, observou a secretária-adjunta, Marioneide Kliemaschewski.
Cada escola escolheu uma das oficinas desenvolvidas com os alunos para apresentar no evento, entre elas a de dança, teatro, capoeira, siriri, coral, balé e música.
Participaram do evento as escolas Gastão de Matos Muller (dança e cantiga de roda); Ministro Marcos Freire (teatro); Tereza Benguela (balé); Padre Pombo (dança); José Torquato (dança de siriri); São Sebastião (capoeira); Onofre de Oliveira (coral); Francisco Pedroso (coral) Darcy Ribeiro (dança); Joana Dark (dança); e as escola rurais Novo Renascer (dança) e Herbert de Souza (coral). 
Foto: Jorge Pinho
As escolas Jesus Criança, Maria Dimpina, Ana Tereza Arcos Krause (Foto) fizeram a abertura do evento com apresentações de fanfarra e banda musical. 
“Eventos como esse são muito importantes para a socialização dos alunos, principalmente para os mais tímidos que precisam ter esse contato com outros alunos. Além disso, é positivo também para os professores, pela troca de experiências”, ressaltou a diretora da escola Gastão Muller, Maria Rita Martins.
“Por serem lúdicas, as oficinas atraem a atenção e a concentração dos alunos e isso contribui para o ensino-aprendizado”, observou a articuladora da escola Gastão Muller, Roselaine Ferreira. 
A aluna da escola Darcy Ribeiro, Erica Ribeiro, 11 anos, se apresentou com a dança cultural da Rússia e, apesar do nervosismo, conseguiu fazer uma bela apresentação ao lado das colegas. “Foi a primeira vez que me apresentei para um público tão grande, mas deu tudo certo. Eu adorei poder mostrar o que sei fazer para outras pessoas”. 
A professora de dança de Erica, Giovana Nascimento, disse que a dança é uma das oficinas que mais chama a atenção dos alunos. São 60 alunos matriculados em sua turma. “O ritmo da música atrai as crianças e ela influencia positivamente no aprendizado e no comportamento delas”.
O evento contou com a participação das escolas Osmar Cabral, São Sebastião, Floriano Bochenecki, Silva Freire e Maximiano Arcanjo da Cruz e Ministro Marcos Freire que fizeram exposição de artesanatos realizados pelo Programa Escola Aberta.

Prêmio contempla uso da tecnologia para inclusão social

BID vai reconhecer iniciativas privadas ou da sociedade civil que ampliam acesso a serviços públicos em parceria com governo



A segunda edição do prêmio “Governarte: A Arte do Bom Governo”, promovido pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), está em busca de iniciativas que utilizam a tecnologia para a inclusão social, proporcionando o acesso da população a serviços públicos por meio de recursos digitais. Até a próxima terça, 30, podem se inscrever projetos gerados a partir de parcerias entre governos, empresas e a sociedade civil. As soluções podem incluir desde o uso de redes sociais, até aplicativos web e outras ferramentas.
O concurso é dividido em quatro categorias e podem se inscrever: 1) parcerias com a sociedade civil em nível provincial, departamental, regional ou estadual; 2) parcerias com a sociedade civil em nível municipal; 3) parcerias com o setor privado em nível provincial, departamental ou estadual; 4) parcerias com o setor privado em nível municipal.
crédito: Balint Radu / Fotolia.com
Para participar, os interessados deverão realizar a submissão do projeto pelo site Governarte. A inscrição deve conter informações como a descrição da iniciativa, apontamento dos beneficiários, impacto, sustentabilidade da proposta, possiblidades de replicação em outros locais, participação cidadã e inovação. Ao se cadastrar, também é necessário incluir o link de um vídeo de apresentação com duração máxima de dois minutos.
As experiências devem ser inscritas por equipes que foram responsáveis diretamente pela implantação do projeto, informando o contato de um representante do governo e outro do setor privado ou da sociedade civil, conforme a categoria submetida. Elas serão avaliadas por um grupo de especialistas com conhecimento técnico internacional.
Inicialmente serão selecionadas as 20 melhores propostas, que serão submetidas a uma votação popular no site. Para essa escolha, serão levados em conta alguns critérios como a inovação, impacto, participação da sociedade, sustentabilidade e adaptabilidade em outros contextos.
Os vencedores serão divulgados no dia 1 de dezembro. O prêmio não terá nenhum valor monetário, porém, os selecionados serão documentados pelo BID, que dará início a uma campanha de divulgação das iniciativas. A cerimônia de premiação deve acontecer durante o primeiro trimestre de 2015, em Washington, nos Estados Unidos. Para mais informações, os interessados podem acessar o site Governarte ou enviar uma e-mail para gobernarte@iadb.org.

Cuiabá: Prefeito anuncia adequações e encaminha à Câmara projeto de Reforma da Previdência

CAROLINA MIRANDA O prefeito Emanuel Pinheiro assinou na manhã desta quarta-feira (11), o projeto de Lei Complementar que trata da adeq...