segunda-feira, 27 de abril de 2020

Prefeitura de Cuiabá apresenta calendário de retorno das atividades escolares


Planejamento foi apresentado ao Ministério Público Estadual

A Prefeitura de Cuiabá decidiu prorrogar a suspensão das atividades escolares na rede pública e privada até o dia 17 de maio. O planejamento foi apresentado durante videoconferência com Ministério Público do Estado de Mato Grosso realizada na manhã de hoje, 27. Durante a reunião, que contou com a participação do secretário municipal de Educação, Alex Vieira, foi anunciado um plano estratégico de retomada gradativa e segura das atividades escolares de ensino de Cuiabá. 
A rede municipal atende um total de 54 mil alunos, distribuídos em 164 unidades escolares. Já na rede privada, são 55 mil estudantes, de 267 estabelecimentos de ensino. Por medida de segurança, a Prefeitura de Cuiabá, que já havia suspenso as atividades até a data de 10 de maio, amplia o período de paralisação, visando salvar e proteger a saúde e a vida dos estudantes.
Na rede pública, seguindo as especificidades do plano estratégico, foi definido que o ensino infantil (crianças de 0 a 3 anos) retorna no dia 18 de maio. Já no dia 25 de maio, crianças de 4 a 5 anos voltam a ser atendidas. A Educação de Jovens e Adultos (EJA) será retomada no dia 1º de junho. Na mesma data, os alunos do 6º ao 9º ano, do ensino fundamental, também regressam às atividades. 
Por fim, no dia 8 de junho, é a vez do retorno dos alunos do 1º ao 5º ano. “São essas as datas para retomada gradativa na rede municipal”, explicou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.
Para a atividade privada, a educação infantil (berçário) e educação superior retomam no dia 18 de maio. O ensino médio e fundamental voltam as ações no dia 25 de maio.
“Dessa forma, estabelecido o plano, elaborado com muita responsabilidade, se não houver nenhum descontrole da Covid-19, nós estaremos implementando esse calendário de retomada gradativa das atividades escolares no ensino público e privado. Todos devem seguir medidas rigorosas de biossegurança. Teremos reunião com MPE, com o Sindicato, para avaliar a ações”. 
No próximo dia 14, uma nova reunião será realizada para análise do cenário de disseminação da pandemia e verificação da viabilidade de efetivação das medidas programadas.

terça-feira, 14 de abril de 2020

Institutos federais oferecem cursos on-line de curta duração

Gratuitas e sem a necessidade de encontros presenciais, as formações representam uma grande oportunidade de capacitação diante do isolamento social
Aulas que combinam vídeos on-line com elementos interativos como testes, simuladores e fóruns. É isso que estudantes de todo o mundo podem encontrar em cursos de curta duração oferecidos pelos institutos federais, responsáveis pela oferta pública de matrículas da educação profissional e tecnológica.
Os cursos que possuem de 20 a 120 horas, abrangem temas como desenvolvimento de sistemas, empreendedorismo, uso de ferramentas on-line para a educação, negócios, informática, idiomas e muito mais. Confira o link para os cursos de 11 institutos aqui.
Os cursos oferecidos são chamados “MOOC”, uma sigla em inglês para identificar que as formações são realizadas de forma on-line e abertas para todo tipo de público. Não há pré-requisitos e nem cronogramas rígidos para se inscrever nos cursos. Ao concluir a formação, o participante recebe uma declaração ou certificado da instituição de ensino que ofereceu o treinamento.
Nessas plataformas, os estudantes podem assistir aulas fracionadas em pequenos capítulos, acessar matérias complementares e fazer anotações em um caderno virtual. Além disso, gestores e professores podem acompanhar os avanços dos alunos, gerenciar turmas e fóruns de discussão.
Os cursos são oferecidos de forma adicional ao currículo proposto pelos institutos federais. Essas instituições de ensino integram a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, um marco na ampliação, interiorização e diversificação da educação profissional e tecnológica no país.
Além dos 38 institutos federais, a Rede Federal é composta por dois Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefet), pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), por 22 escolas técnicas vinculadas às universidades federais e pelo Colégio Pedro II. Considerando os campi associados às unidades, são 661 unidades acadêmicas distribuídas entre as 27 unidades federativas do país.
Assessoria de Comunicação Social, com informações da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC

http://portal.mec.gov.br

Alunos da rede pública municipal de Cuiabá passarão a ter aulas também por canal aberto de tv

Para reforçar o ensino aprendizagem, Prefeitura de Cuiabá distribui kits pedagógicos e material escolar aos cerca de 54 mil alunos da rede

O prefeito Emanuel Pinheiro utilizou as redes sociais na manhã desta terça-feira (14), para anunciar medidas adotadas pela pasta da Educação, em razão do Decreto Municipal que ampliou o isolamento social até o dia 10 de maio, a fim de conter a velocidade de propagação do coronavírus em Cuiabá.
A Secretaria de Educação irá distribuir a partir do dia 21 de abril, os kits da alimentação escolar para os alunos matriculados nas unidades da rede pública municipal de ensino, atendidos pelo programa do governo federal Bolsa Família. A exemplo da primeira distribuição realizada entre os dias 23 de março e início do mês de abril, serão entregues 18 mil kits, contendo 7 itens que já fazem parte do cardápio da merenda escolar, para atender as crianças em situação de maior vulnerabilidade social.
Desta vez, além dos kits da alimentação escolar as famílias também irão receber produtos de higiene pessoal e a secretaria estuda a possibilidade de distribuir máscaras de proteção.
Para receber os kits os pais deverão apresentar o cartão do CAD Único e o comprovante do último recebimento do Bolsa Família. Aqueles que não constarem nas listas das unidades escolares mas que são beneficiários do programa, apresentarão os documentos e poderão retirar os kits.
Os kits serão distribuídos pelas unidades escolares. Para evitar aglomerações, aumentando o perigo de contágio pelo coronavírus, as equipes gestoras irão organizar os dias e horários para entrega dos kits aos pais. 
Kits pedagógicos 
Esta semana, as unidades educacionais começaram a receber os kits pedagógicos. Já estão sendo distribuídos os kits do Programa Escola da Inteligência, em seguida, serão entregues os materiais dos Programas de Alfabetização Cuiabano (ProAC) e de Melhoria da Proficiência (PROMP), além do kit de material escolar.
Segundo a secretária adjunta de Educação, Edilene Machado, esses materiais serão utilizados pelos professores em atividades realizadas com os alunos na modalidade Ensino à Distância (EAD). 
"Desde o dia 23 de março quando as atividades presenciais nas unidades educacionais da rede foram suspensas, a fim de conter a expansão da Covid 19, nossos alunos começaram a receber as atividades pedagógicas por meio do whatsapp, sms, e outros canais. As famílias que não têm acesso a internet receberam essas atividades impressas. Agora estamos ampliando os canais de acesso às atividades pedagógicas a fim de que não haja uma interrupção no processo ensino aprendizagem, e estaremos exibindo aulas, em três períodos, pela manhã, à tarde e à noite, para os alunos do Ensino Fundamental até a Educação de Jovens e Adultos (EJA), via tv aberta", destacou Edilene Machado
A expectativa é de que as aulas comecem a ser transmitidas a partir desta quarta-feira (15), pelo canal 17.1 em horários pré determinados, sempre ao vivo e, ficarão disponíveis em plataformas para que possam ser compartilhadas pelos professores das 143 unidades educacionais e seus alunos e também por meio de um app que está sendo criado pela Secretaria de Educação. 
"O prefeito Emanuel Pinheiro deteminou ainda que todas as unidades da rede pública municipal de Educação possam disponibilizar seu sinal de internet aos pais que não possuem esse serviço,  facilitando o acesso dos seus filhos as atividades EAD que estão sendo realizadas. Com isso serão abertos quase 200 pontos de internet na cidade para que os pais possam baixar os arquivos e vídeos pelo aplicativo da Secretaria, onde também será possível assistir as aulas", explicou o secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos salientando que para baixar os arquivos, os pais não precisarão entrar nas unidades educacionais.
De acordo com o gestor, diante das incertezas em relação ao retorno das aulas, os profissionais da Educação estão buscando alternativas para que seja possível cumprir o calendário letivo escolar. "Orientados pelo Prefeito Emanuel Pinheiro estamos viabilizando alternativas e tecnologias, e também mecanismos de monitoramento e avaliação, para que os impactos sejam os menores possíveis, no processo de ensino aprendizagem", disse o secretário de Educação.
Na mensagem aos aproximadamente 54 mil alunos e aos pais, o prefeito Emanuel Pinheiro, acompanhado do secretário de Educação, Alex Vieira Passos e da secretária adjunta de Educação, Edilene Machado, falou sobre as ações que estão sendo implementadas na rede pública municipal de Cuiabá. "Nesse período de pandemia tivemos muitas angústias e preocupação com a Educação porque sabemos que mesmo sendo assintomáticos, seria necessário promover a política do isolamento social, para proteger nossas crianças e seus familiares, sendo necessário, segundo especialista, a suspensão das aulas momentâneamente, até o dia 10 de maio, podendo ser prorrogada. As aulas podem ser suspensas e até paralisadas mas, na gestão Emanuel Pinheiro, o ensino não vai parar. Ao lado a primeira dama Marcia Pinheiro e com a dedicação dos profissionais da educação determinamos algumas medidas para que nesse momento da pandemia o ensino aprendizagem, a educação pública municipal, cuide das nossas crianças e não deixe que elas tenham nenhum prejuízo", salientou o prefeito Emanuel Pinheiro.
http://www.cuiaba.mt.gov.br/

Covid-19 - MEC divulga diretrizes para volta às aulas presenciais nas Instituições Federais de Ensino

Acesse aqui o Documento  https://vps3574.publiccloud.com.br/cartilhabio.pdf