quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Consed e Undime apresentam Guia de Implementação da BNCC


Consed, Undime e Movimento Pela Base promoveram videoconferência na manhã desta terça-feira (29) para apresentação do Guia de Implementação da BNCC. A transmissão ao vivo, feita pela plataforma Conviva Educação, foi assistida por educadores de todo o país. Quem não acompanhou pode ter acesso ao vídeo no link https://www.youtube.com/watch?v=b-1SKidSH_w.


O Conselho Nacional de Secretários de Educação foi representado por sua secretária executiva, Nilce Rosa da Costa.

Sobre o Guia - O Guia de Implementação da BNCC traz orientações práticas e sugestões de planos de ação, que buscam responder a dúvidas e apoiar os trabalhos que envolvem questões como: por onde começar e como organizar o processo, quem envolver, como comunicar. Para elaboração do documento, um grupo de trabalho composto por técnicos indicados pelas duas instituições conduziu a produção dos materiais, com o apoio técnico do Movimento pela Base e da Comunidade Educativa Cedac. 

Clique aqui para ter acesso ao documento.

consed.org

Seduc-MT constitui Comissões para formular Políticas de Educação Indígena, do Campo, Quilombola e Jovens e Adultos



PORTARIA Nº 312/2017/GS/SEDUC/MT. 

Institui a composição da Comissão responsável pela formulação da Política da Educação Escolar Indígena da rede Estadual de Mato Grosso.


PORTARIA Nº 313/2017/GS/SEDUC/MT. 

Institui a composição da Comissão responsável pela formulação da Política da Educação do Campo da rede Estadual de Mato Grosso.

PORTARIA Nº 314/2017/GS/SEDUC/MT. 

Institui a composição da Comissão responsável pela formulação da Política da Educação Escolar Quilombola da rede Estadual de Mato Grosso.

PORTARIA Nº 315/2017/GS/SEDUC/MT. 

Institui a composição da Comissão responsável pela formulação da Política da Educação de Jovens e Adultos da rede Estadual de Mato Grosso.


Após evento na ONU, estudante quer melhorar a vida de colegas ​


A estudante mato-grossense Clara Santos Vaz, 17 anos, que esteve em Nova York para representar o Brasil na 14ª Conferência Internacional da Juventude pelos Direitos Humanos (Youth for Human Rights), já está de volta a Cuiabá. Aluna do 3º Ano do Ensino Médio da Escola Estadual Zélia da Costa Almeida, localizada no Residencial Coxipó, a adolescente garante que trouxe muitas experiências e ideias para melhorar o cotidiano da educação.
Com o apoio da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), Clara viajou para os Estados Unidos a convite da Organização das Nações Unidas (ONU), realizadora do evento, por conta do projeto que desenvolve na escola, o Restaurando Vidas.
O objetivo do projeto é melhorar a perspectiva de vida de jovens com dificuldades em lidar com as próprias emoções, desmotivados e com baixa autoestima. Em pouco tempo, os resultados da iniciativa da garota já superam as expectativas, o que pode ser sentido ao notar, dentro e fora da escola, a evolução dos 13 adolescentes que hoje fazem parte do projeto.
“Foi uma experiência maravilhosa e agora, mais do que nunca, tenho certeza de que não sonho só para mim, mas sim para outras pessoas, pois acredito que todos devem ter a oportunidade de viver algo como eu vivi. Conheci outro mundo, aprendi e troquei experiências com jovens de outros países. Agora estou analisando como vou poder trabalhar todo esse conteúdo que trouxe comigo”, disse Clara.
Professor de História, Yuri Chaya Piraccini acompanhou a estudante no evento internacional e contou que muitos participantes se emocionaram com a fala de Clara. “Ela se desafiou durante todo o discurso dela, que foi em inglês. Mesmo sem dominar o idioma, ela estudou, arriscou e fez um trabalho incrível. Óscar Arias, que ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1987, estava na primeira fila e notamos que ele se emocionou com todo o esforço da Clara”, relatou.
Para ele, a trajetória da garota servirá de exemplo para outros alunos. “Ela é uma inspiração para todos nós”, completou o professor, que faz parte da ONG Ensina Brasil.
A diretora da EE Zélia da Costa Almeida, Maria Silvani Guimarães de Assunção, garante que toda a escola está mobilizada em apoiar as ações de Clara. “Inspirados por ela, outros alunos já estão criando projetos com ideias diferenciadas, e nossas expectativas são as melhores possíveis. Todos nós, professores e alunos, estamos muito orgulhosos dela”, afirmou.
Quem também sente orgulho é a família da menina, que atualmente vive no interior de Mato Grosso. O tio, Jainom da Cunha Lima, com quem a estudante mora em Cuiabá, ressaltou que todos os familiares ficaram muito felizes com a ida dela para Nova York. “Estamos ainda mais contentes por saber que ela está fazendo a diferença na vida das pessoas, fazendo o bem para o próximo, isso é motivo de muito orgulho para nós”, pontou. 

Camila Cecílio 
Seduc-MT

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Retificação Edital Concurso (mudança de data para TAE)

A Secretaria de Estado de Gestão publicou um edital de retificação, no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (25), alterando a data das provas do concurso da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), para os cargos de técnico e apoio administrativo educacional e professor da educação básica, em virtude do alto número de inscritos no concurso. Também foi alterado o conteúdo programático das provas.



CONCURSO PÚBLICO
EDITAL Nº. 01/2017 - 03 DE JULHO DE 2017
RETIFICAÇÃO Nº 02
O Secretário de Estado de Gestão, o Secretário de Estado Educação Esporte e Lazer e o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação - IBFC, no uso de suas atribuições legais, COMUNICAM que foram efetuadas retificações do Edital em referência, conforme indicado a seguir:
1. Alterar a data de prova do cargo de Técnico Administrativo Educacional do item 9.1 do Edital, em virtude do número de inscritos no concurso para:


Cargo
Data Prevista
Manhã
Tarde
Técnico Administrativo Educacional - Bloco A
01/10/2017
Prova Objetiva
Prova Discursiva
Apoio Administrativo Educacional - Bloco A
24/09/2017
-
Prova Objetiva
Professor da Educação Básica - Bloco B
17/09/2017
Prova Objetiva
Prova Discursiva

2. Alterar no Anexo IV - Conteúdo Programático de Conhecimentos Básicos - Legislação Básica do cargo de Técnico Administrativo Educacional o item 6 para:
Legislação Básica: 6. Plano Estadual de Educação: Lei 10111 de 06 de junho de 2014 e Lei nº10.289 de 26 de junho de 2015.
3. Alterar no Anexo IV - Conteúdo Programático de Conhecimentos Básicos - Legislação Básica do cargo de Professor de Educação Básica no item 13 para:
Legislação Básica: 13. Plano Estadual de Educação: Lei 10111 de 06 de junho de 2014 e Lei nº10.289 de 26 de junho de 2015.
4. Permanecem inalteradas as demais condições estabelecidas no Edital Normativo e suas retificações.
Cuiabá, 24 de agosto de 2017.
MARCO AURÉLIO MARRAFON
Secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer
(Original Assinado)
JULIO CEZAR MODESTO DOS SANTOS
Secretário de Estado de Gestão
(Original Assinado)
olhardireto.com.br
iomat.mt.gov.br

Câmara aprova projeto que reforça proibição de promoção automática em escolas

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou, em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 8200/14, do deputado Alexandre Leite (DEM-SP), que reforça a proibição de alunos se classificarem para qualquer série ou módulo da educação básica (ensino médio e fundamental) por meio de promoção automática.

A proposta segue para o Senado, caso não haja recurso para análise pelo Plenário da Câmara.

Hoje a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB - Lei 9394/96) diz que a classificação em qualquer série, exceto na primeira do ensino fundamental, será feita por promoção (para alunos que cursaram, com aproveitamento, a série anterior na própria escola); mediante transferência (para candidatos procedentes de outras escolas); ou por meio de avaliação elaborada pela escola. O projeto altera a lei, acrescentado que será proibida, em qualquer hipótese, a promoção automática.

O parecer do relator, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), foi pela constitucionalidade, juridicidade e técnica legislativa do projeto e da emenda da Comissão de Educação, com subemenda de técnica legislativa.

A emenda estabelece que a proibição não valerá para a educação infantil e ressalva a autonomia dos sistemas de ensino para a organização do ensino em ciclos, conhecidos como progressão continuada. Nesse sistema, há um alargamento do conceito de período escolar, baseando-se em ciclos em vez de anos, sendo possível, por exemplo, um ciclo letivo que ultrapasse os 200 dias letivos previstos na legislação de regência da educação.

O deputado Luiz Couto (PT-PB) considera o projeto de lei desnecessário, pois, segundo ele, a chamada promoção automática já contraria diversos dispositivos da LDB.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Lara Haje 
Edição – Rachel Librelon

camara.leg.br

Undime e o Consed lançam oficialmente Guia de Implementação da BNCC durante videoconferência na próxima terça (29)


undime.org.br

Na próxima terça-feira, 29 de agosto, o Guia de Implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) será oficialmente lançado pela Undime e pelo Consed. Para tanto, será realizada uma videoconferência, por meio do Conviva Educação, às 10 horas.

Acesse AQUI o Guia

Para assistir, basta acessar, o link: http://bit.ly/2wniC5b 
O Guia de Implementação traz orientações práticas e sugestões de planos de ação, que buscam responder a dúvidas e apoiar os trabalhos que envolvem questões como por onde começar e como organizar o processo, quem envolver, como comunicar.
Para elaboração do documento, um grupo de trabalho composto por técnicos indicados pela Undime e pelo Consed conduziu a produção dos materiais, com o apoio técnico do Movimento pela Base e da Comunidade Educativa Cedac. Durante a produção, uma equipe formada por 53 coordenadores estaduais da BNCC – um representante da Undime e um do Consed por estado – avaliou a estrutura do Guia e contribuiu para a sua construção.
Para aqueles que quiserem enviar dúvidas sobre o assunto para que elas sejam respondidas durante a videoconferência, basta acessar o link http://bit.ly/2v59kLr e registrá-las.
Videoconferência de lançamento do Guia de Implementação da BNCC
Data: 29 de agosto de 2017, terça-feira
Horário: 10 horas
Link para acessar a videoconferência: http://bit.ly/2wniC5b   
Link para registrar dúvidas: http://bit.ly/2v59kLr
Fonte: Undime

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Prova Brasil: Em turmas com mais repetentes, alunos têm desempenho pior

Estudo com dados da Prova Brasil mostra que, em salas com estudantes atrasados, notas dos que estão na idade adequada são até 20 pontos mais baixas


terça-feira, 22 de agosto de 2017

Mais de 250 mil pessoas se inscreveram em concurso da Seduc

Governo disponibilizou, ao todo, 5.748 vagas para professores, técnicos e apoio. Candidato poderá conferir os dados da inscrição e do pagamento a partir do dia 29
Viviane Saggin Seduc-MT 

O concurso da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) chamou a atenção de quem pretende trabalhar nas escolas de Mato Grosso. A pasta registrou 250.553 inscrições para o certame, que é organizado pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC). O prazo para inscrição se encerrou no último dia 15 de agosto.
Os cargos mais concorridos são de Apoio Administrativo Educacional (AAE), que soma 111.615 inscritos, seguido pelo de Técnico Administrativo Educacional (TAE), com 93.318 candidatos. Já para as vagas de Professor da Educação Básica foram contabilizadas 45.620 inscrições.
De acordo com o secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, o grande número de inscritos no concurso da Seduc é reflexo de um amplo programa de valorização dos servidores implementado nesta gestão. Desde o início de 2015, os profissionais da Educação tiveram 44,5% de valorização salarial.
"Hoje pagamos um dos melhores salários do país, porque a gestão Pedro Taques vê a Educação como prioridade. E o grande número de inscritos no concurso mostra que todos sabem que hoje a educação pública de Mato Grosso tem um rumo. Estou muito satisfeito, pois teremos uma grande e saudável concorrência - e quem vai ganhar com isso, ao final do processo, são nossos alunos", afirmou.
Cuiabá é o polo com mais profissionais interessados no ingresso na carreira de servidor público, com 97.768 candidatos. Rondonópolis é o município com o segundo maior número de inscritos, com 31.914 interessados. O terceiro polo com mais inscrições registradas é Cáceres, com 18.271 candidatos.
Para conferir se os dados foram recebidos e o pagamento processado, o candidato deverá acessar o site do IBFC (www.ibfc.org.br), por meio do link “Situação da inscrição”, a partir de 29 de agosto.
Ao todo, são 5.748 vagas disponíveis, sendo 3.324 para o cargo de Professor da Educação Básica, 1.496 para Apoio Administrativo Educacional (AAE) e 928 para Técnico Administrativo Educacional (TAE), além de cadastro de reserva de 50% do total de vagas.
Inovação
O concurso da Seduc faz parte do Pró-Escolas, maior programa de ações e investimentos da história da educação de Mato Grosso, que visa à melhoria da qualidade do ensino nas escolas estaduais.
Com salários iniciais de R$ 3.640,34 (professor), R$ 1.456,11 (TAE) e R$ 1.167,12 (AAE), todos para 30 horas semanais, o certame traz uma iniciativa inédita no país, que é um processo seletivo com quatro fases eliminatórias para professores da educação básica.
A primeira fase será composta por uma prova objetiva de múltipla escolha, com 70 questões, e a segunda fase por uma redação e uma prova dissertativa com quatro questões, sendo três da disciplina específica e uma relativa às políticas públicas de educação.
Os classificados para a terceira fase passarão por uma avaliação didática com apresentação de uma aula, cujo conteúdo deverá ser pré-determinado, na área específica de atuação, com duração de 20 minutos para apresentação e 10 minutos para questionamentos da banca avaliadora.
A quarta e última fase será a de avaliação de títulos, também de caráter classificatório.
Já para os cargos de Técnico Administrativo Educacional (TAE) e Apoio Administrativo Educacional (AAE), o processo será diferente.
Candidatos a TAE farão, na primeira fase, uma prova objetiva de múltipla escolha de caráter eliminatório, composta por 60 questões e, na segunda, redação e prova dissertativa também com quatro questões, sendo três da disciplina específica a que concorre a uma vaga, e uma relativa às políticas públicas de educação.
Os que concorrerão a uma vaga para AAE passarão apenas por uma etapa, que será uma prova objetiva de múltipla escolha de 50 questões, de caráter classificatório e eliminatório. Vale ressaltar que também haverá nota de corte de 5,0 pontos para ambos os cargos.
As avaliações serão aplicadas nos municípios de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Confresa, Cuiabá, Diamantino, Juara, Juína, Matupá, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, São Félix do Araguaia, Sinop e Tangará da Serra, em locais que serão divulgados em breve.
http://www.mt.gov.br/

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Seduc disponibiliza Cadernos Pedagógicos para alunos se prepararem para a Prova Brasil

A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) divulgou nesta quarta-feira (16.08) os Cadernos Pedagógicos para alunos dos Ensinos Fundamental e Médio, destinados à avaliação da Prova Brasil. No material, alunos e professores poderão desenvolver atividades nas áreas de Matemática e Língua Portuguesa.
De acordo com a Superintendente de Educação Básica, Mirta Kehler, os cadernos pedagógicos além de prepararem os alunos e os docentes para a Prova Brasil, permitem ainda que os alunos desenvolvam outras habilidades e conhecimentos, que gradativamente contribuem com o desenvolvimento integral dos estudantes.
"Nos cadernos, o professor encontrará a relação entre esse descritor e os objetivos da aprendizagem de ciclo, no caso do Ensino Fundamental; e no caso do Ensino Médio, apresentam-se metas do ano aos descritores, com a definição do que eles constituem", disse Mirta.
Segundo ela, para ambos os níveis os cadernos apresentam sugestões e possíveis sequências de trabalho que possibilitam as aprendizagens específicas de cada descritor. "As atividades pretendem ser provocadoras de novas discussões e propiciar a identificação de alguns conhecimentos básicos da leitura e da matemática".
A disponibilização dos cadernos faz parte do eixo Ensino do Programa Pró-Escolas, que tem como objetivo facilitar o trabalho em sala de aula, permitindo a multiplicação do material de forma íntegra ou por partes, ou ainda a projeção do material com uso de projetor para uso em sala de aula.
Clique aqui para acessar os cadernos:
Yuri Ramires
Seduc-MT
seduc.mt

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Câmara aprova prioridade para professores na restituição do IR, logo após idosos

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (16), em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 1465/11, do Senado, que concede aos professores prioridade no recebimento da restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).
A proposta acrescenta dispositivo à Lei 9.250/95, que regulamenta o IRPF, para determinar que terão prioridade no recebimento da restituição do IR, logo após os idosos, os contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.
Atualmente, conforme o Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03), pessoas com idade igual ou superior a 60 anos já têm prioridade no recebimento da restituição do IR.
O parecer do relator, deputado Patrus Ananias (PT-MG), foi pela constitucionalidade, juridicidade e técnica legislativa do projeto, com emenda de redação, e pela injuridicidade do PL 3000/11, apensado. O projeto rejeitado concede prioridade aos contribuintes maiores de 65 anos que tenham rendimentos tributáveis em valor igual ou inferior a R$ 30 mil.
Já aprovado pela Comissão de Finanças e Tributação, o projeto, de caráter conclusivo, segue para a sanção presidencial, caso não haja recurso para apreciação em Plenário.

O autor do Projeto no Senado Federal é o Senador Cristovam Buarque (PPS-DF).

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Lara Haje
Edição – Rachel Librelon

camara.leg.br

Malala é aprovada para estudar na Universidade de Oxford

(Foto: Afolabi Sotunde/Reuters)

Paquistanesa cursará filosofia, política e economia.


A jovem paquistanesa Malala Yousafzai, a Nobel da Paz que sobreviveu a um atentado por defender o direito das mulheres à educação em seu país, anunciou nesta quinta-feira (17) que fará a graduação na Universidade britânica de Oxford.
"Estou muito feliz de ir para Oxford!", tuitou a jovem, de 20 anos, junto com uma fotografia da mensagem da universidade, confirmando sua admissão em filosofia, política e economia.
O anúncio foi feito no dia em que os estudantes do Reino Unido, onde Malala encontrou refúgio após o atentado sofrido no Paquistão, receberam as notas do grande exame que acontece no final do ensino médio e que determina para qual universidade cada um terá condições de ir.
Malala não revelou suas notas, mas parabenizou todos os que fizeram a prova, desejando-lhes "o melhor na vida".
A paquistanesa tinha 15 anos quando um talibã atirou em sua cabeça, dentro do ônibus que a levava para a escola no vale de Swat, no Paquistão.
Ela foi levada para um hospital da cidade inglesa de Birmingham, onde passou a viver com sua família, seguindo seus estudos e seu ativismo.
Em 2014, quando tinha 17 anos, foi agraciada com o Prêmio Nobel da Paz junto com o indiano Kailash Satyarthi. Este último ganhou reconhecimento por sua defesa dos direitos das crianças.
http://g1.globo.com/educacao/noticia/malala-e-aprovada-para-estudar-na-universidade-de-oxford.ghtml

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

MPE considera legal reposição de aulas aos sábados em MT


O promotor de justiça Miguel Slhessarenko Júnior indeferiu o pedido de instauração de inquérito civil para apurar o ajuste do calendário escolar de 2017 da rede estadual de ensino, que prevê reposição de aulas aos sábados em virtude da greve dos profissionais da educação, em 2016. A representação foi impetrada pelo Colegiado de Diretores de Cuiabá e Vale do Rio Cuiabá (CDC).
Em sua decisão, o promotor apontou que a reposição não ultrapassa a jornada de trabalho, tendo em vista que o calendário acadêmico ficou prejudicado com a greve.
Slhessarenko afirma que a demanda é reivindicação de classe, matéria de cunho meramente administrativo, bem como de atuação sindical, cabendo à administração pública a análise da conveniência e oportunidade de ações voltadas à solução do caso. 
Nesse aspecto, ressalta que a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) já havia se posicionado no sentido de que a reposição aos sábados é necessária devido à greve geral deflagrada pelos servidores públicos no ano passado. Salienta também que o órgão tomou todas as medidas cabíveis para cumprir de forma integral a Lei n. 9.394/96, visando ao benefício dos estudantes mato-grossenses. 
A lei exige ao poder público a garantia de carga mínima anual de 800 horas, distribuídas por um mínimo de 200 dias efetivos de trabalho, sendo que cada unidade escolar possui autonomia para se organizar de acordo com a diretriz.
A decisão aponta ainda que não existem elementos fáticos ou jurídicos que configurem lesão ou ameaça de lesão a direitos difusos e coletivos, não existindo motivos para a instauração de Ação Civil Pública.




folhamax

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Seduc-MT enviará mensagem aos pais quando estudantes faltarem à aula

Yuri Ramires Seduc-MT 
Foto: Junior Silgueiro/Seduc-MT
Pensando na importância dos pais e responsáveis acompanharem de perto a rotina escolar de seus filhos, a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) lançou o projeto de Correção de Fluxo, uma ação do eixo Ensino do Pró-Escolas. A partir do dia 21 de agosto, os pais dos alunos das escolas estaduais serão avisados por mensagem de texto, no celular, sobre as faltas dos filhos durante os dias letivos.
Desenvolvido pela Mira Educacional, parceira da Seduc no projeto, um aplicativo será disponibilizado aos professores, que terão acesso a um diário de classe eletrônico onde poderão lançar as notas e o controle de frequência dos alunos. Em tempo real, assim que for feita a chamada, o aluno faltoso terá os pais ou responsáveis avisados por meio de uma mensagem de texto no celular. Ao mesmo tempo, a Seduc também será avisada e saberá como anda a frequência de cada estudante.
Para o secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, a escola e a família devem andar juntas para melhorar não só a frequência, mas também a aprendizagem dos alunos.
“Muitas vezes, a infrequência precede a evasão, a desistência dos estudos, com consequências diretas no insucesso profissional e pessoal do jovem. A evasão gera a exclusão e praticamente mata uma biografia. Por isso nosso esforço de criar ferramentas que ajudem a manter o estudante na escola. A parceria com os pais é crucial”, disse o secretário.
Segundo a secretária adjunta de Gestão Educacional e Inovação da Seduc, Marioneide Kliemaschewsk, o projeto tem como objetivo fazer com que a escola e a família caminhem juntas. “Essas ações visam melhorar a aprendizagem dos estudantes e, para garantir isso, eles precisam estar na escola. O aplicativo vai ajudar também nesse quesito”, afirmou.
O projeto será aplicado, inicialmente, em 240 escolas, que atendem alunos do 6º Ano do Ensino Fundamental até o Ensino Médio. Para acessar o aplicativo, os professores não vão gastar o pacote de dados do celular, já que funciona em lugar sem Wi-fi ou 3G. As mensagens de texto encaminhadas aos pais também não vão gerar custos aos professores.
Cadastramento
Hesloan Maia, do Núcleo de Fluxo Escolar Pró-IDEB, comentou que, para o aplicativo funcionar, é necessário que os pais façam o cadastro. “A participação dos pais é essencial para o funcionamento da ferramenta. Portanto, eles precisam se cadastrar pelo Facebook, colocando o CPF e gerando uma senha, ou pelo telefone 0800 87 87 900. Em seguida, é só aguardar o projeto entrar em funcionamento para receber os acompanhamentos”, disse.
Maia explicou ainda que, se o aluno faltou a uma primeira aula de Língua Portuguesa, por exemplo, os pais e/ou responsável cadastrado receberão a mensagem informando que o aluno perdeu a aula da disciplina. O mesmo acontece caso ele falte à segunda, informando que ele perdeu duas aulas. “Caso ele falte a terceira, e só apareça depois, ele ganha falta pelo dia todo, tendo perdido metade do dia letivo. Ainda assim, os pais e/ou responsáveis serão avisados da situação”.
Anjos da Escola
O projeto Anjos da Escola será parceiro da Correção de Fluxos. O programa que está sendo implantado nas escolas visa a combater a indisciplina, a infrequência e a infração nas unidades de ensino.
Conforme a secretária Marioneide, o Anjos da Escola chega como uma das ações pensadas para melhorar a sociedade.
“Quando o aluno obtiver três faltas, ele passará pelo atendimento. Ele será ouvido pela mediação escolar junto ao Anjos. Ele será ouvido pela equipe, que vai tentar compreender qual o motivo das faltas. A perspectiva é resgatar esse estudante”.
Entre as escolas selecionadas para participar do projeto, estão a EE Presidente Médici, Liceu Cuiabano e André Avelino, em Cuiabá, além de outras pelo Estado.
Para acessar a lista de cadastro, clique aqui.
“Dia D”
Na próxima semana, a secretária Marioneide e a equipe de Núcleo Escolar Pró-IDEB vão percorrer quatro regiões de Cuiabá para apresentar o aplicativo para a comunidade escolar.
O primeiro encontro do Dia D será em 15 de agosto, na Escola Estadual Presidente Médici, às 9h, e vai envolver dez escolas da rede. Pais e professores vão poder interagir com a equipe da Seduc, tirando suas dúvidas e até mesmo fazendo seus cadastros no aplicativo.
mt.gov

Publicação ‘Políticas para o Ensino Médio e desigualdades escolares e sociais’

Na segunda-feira, 07 de agosto, aconteceu na Biblioteca Alceu Amoroso Lima, em São Paulo, o lançamento do livro ‘Políticas para o Ensino Médio e desigualdades escolares e sociais’, que apresenta pesquisa realizada pelo Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), com apoio da Fundação Tide Setubal. A publicação é fruto da parceria com a Editora Moderna/Fundação Santillana.
Antonio Augusto Gomes Batista, Coordenador de Desenvolvimento de Pesquisas do Cenpec, apresentou as linhas gerais da pesquisa destacando os impactos da oferta concomitante da matrícula em tempo integral e parcial e suas consequências para o aumento das desigualdades e, como as percepções e reações das escolas contribuem para acirrar certas características das políticas.
A segunda etapa do evento expôs as mesas “Das políticas nacionais de educação à implementação nos estados”, com o secretário de Estados de Educação e Esporte do Acre, Marco Antônio Brandão Lopes e André Lázaro, diretor da Fundação Santillana, e a seguinte, “Como as políticas chegam às escolas”, composta por Cecília Resende, superintendente de Juventude, Ensino Médio e Educação Profissional da Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais e a diretora da Escola Estadual Oswaldo Catalano, Hélida Lança, com mediação de Paulo Saldanã, setorista de Educação do jornal Folha de S.Paulo e diretor da Associação de Jornalistas de Educação – Jeduca.
A publicação ‘Políticas para o Ensino Médio e desigualdades escolares e sociais’ tem como público-alvo gestores escolares e de secretarias de Educação e tem como objetivo contribuir para a reflexão e formulação de políticas para o Ensino Médio.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Coordenadoria de Microplanejamento ganha área no site da Seduc


Entrou no ar, no site da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), o espaço dedicado à Coordenadoria de Microplanejamento da Estrutura Escolar, que tem como objetivo reordenar a demanda e a estrutura física das unidades, por meio de levantamento e atualização do banco de dados.
Para acessar à área, é necessário entrar na página da Seduc (http://www.seduc.mt.gov.br) e acessar o menu, do lado esquerdo, clicando em Microplanejamento, última opção do menu.
O usuário será redimensionado à página da coordenadoria, onde poderá consultar todas as escolas da rede estadual, bem como as assessorias pedagógicas e os Cefapros, por meio do Mapa Educacional Interativo de Mato Grosso.
Nele, as unidades já estão separadas de acordo com sua atuação. No caso das escolas, por exemplo, foram divididas em: Escolas Regulares, Escolas Plenas, Cejas, Campo, Indígenas, Quilombolas, Educação Especial, Escola Militar e Creches.
Ao selecionar a opção da escola desejada, o usuário poderá ter informações detalhadas da unidade, como nome, município, localização, etapa ofertada, porte e até os resultados obtidos em avaliações como o IDEB.
No portal, o usuário também poderá ter acesso a arquivos e documentos, como portarias e manuais das áreas de ensino ofertadas no Estado. 

Yuri Ramires
Seduc-MT
SEDUC

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Glossário Ceale: termos de alfabetização, leitura e escrita para educadores


O que é um ambiente alfabetizador? Qual a diferença entre gêneros e tipos textuais? Como se dá o processo de decodificação? Essas são algumas das questões que o Glossário Ceale pretende esclarecer. A publicação foi desenvolvida traz  conceituações de termos de alfabetização, leitura e escrita, tendo como público educadores em geral. São quase 200 verbetes escritos por colaboradores de diferentes instituições no Brasil e no exterior, cada um em sua especialidade.
Além das definições, traz também contextualização, referências bibliográficas e aplicação na prática pedagógica. O acesso é simples, gratuito e online: www.ceale.fae.ufmg.br/glossarioceale

Glossário Ceale: termos de alfabetização, leitura e escrita para educadores / Isabel Cristina Alves da Silva Frade, Maria da Graça Costa Val, Maria das Graças de Castro Bregunci (orgs). Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2014.
Ceale

Covid-19 - MEC divulga diretrizes para volta às aulas presenciais nas Instituições Federais de Ensino

Acesse aqui o Documento  https://vps3574.publiccloud.com.br/cartilhabio.pdf