terça-feira, 30 de outubro de 2018

Currículo Digital da Cidade de São Paulo é disponibilizado online

Construído de forma colaborativa, plataforma disponibiliza acesso ao Currículo da Cidade de modo dinâmico.

Na  sexta-feira (19/10/2018), foi lançado o Currículo Digital da Cidade de São Paulo, fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (SME) e a Representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO no Brasil). O lançamento contou com uma cerimônia realizada na Casa do Pátio Digital.
A plataforma foi desenhada por meio de um processo colaborativo, com o apoio de professores da rede municipal e  transforma o Currículo da Cidade em um material vivo e dinâmico, disponível on-line para consulta, inspiração e aplicação em sala de aula.
O Currículo Digital da Cidade de São Paulo está disponível no endereço http://curriculo.prefeitura.sp.gov.br, e por meio dele já é possível conhecer e explorar o Currículo da Cidade, buscar sequências didáticas do Ciclo de Alfabetização referentes aos componentes de Matemática, Língua Portuguesa e Ciências Naturais, e encontrar sequências relacionadas aos objetivos do Currículo, à matriz de saberes e aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).
"Quem ganha com essa iniciativa são os estudantes de nossa rede, que terão professores ainda mais equipados para fazer o seu trabalho da melhor forma possível”, ressaltou o Secretário Municipal de Educação, Alexandre Schneider. "Além disso, tanto os recursos educacionais quanto a Plataforma são abertos, ou seja, qualquer outro município ou estado pode utilizar e customizar para a sua própria realidade, sem custos", completou.
Ainda estão previstas as inclusões, na plataforma, de buscas textuais, criação de perfis, planejamento do uso de sequências, a possibilidade de envio de comentários e sugestões e a disponibilização de novas sequências de atividades dos demais componentes do Ciclo de Alfabetização e, também, do Ciclo Autoral e Interdisciplinar. Para adição dessas novas funcionalidades, a SME receberá apoio da Fundação Lemann.
Sobre o Currículo da Cidade
Currículo da Cidade de São Paulo foi criado a muitas mãos a partir dos conhecimentos produzidos e das práticas realizadas por professoras e professores da Rede Municipal de Ensino ao longo dos últimos anos.  Fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo com a UNESCO no Brasil, o novo currículo do Ensino Fundamental, publicado em dezembro de 2017, integra de forma inédita a Agenda 2030, relacionando seus objetivos de aprendizagem a cada um dos 17 ODS.  O movimento de atualização do currículo envolveu mais de 43 mil estudantes e 16 mil professores ao longo de 2017, em paralelo às discussões sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) que se faziam nacionalmente, de forma a ser a primeira cidade a lançar o documento em sua versão já alinhada às diretrizes nacionais. 
(Fonte: Secretaria Municipal de Educação da Cidade de São Paulo)
UNESCO

Cuiabá reabre seleção para contratar 2,2 mil servidores na Educação

Inscrições começam a partir de 1º de novembro


http://selecon.org.br/pdf/CUIABA_SME_006/FINAL_SME_006.pdf
A Prefeitura de Cuiabá divulgou o edital  do novo processo seletivo para a Secretaria Municipal de Educação. São 2.254 vagas temporárias para contratação imediata, além de formação de cadastro de reserva, em cargos de níveis médio e superior, com vencimentos que variam de R$ 1.115,48 a R$ 3.319,20, para o ano letivo de 2019.
Há vagas para  Cuidador de Aluno com Deficiência – CAD, Intérprete ou de Instrutor de Libras, Técnico em Desenvolvimento Infantil – TDI, Técnico em Manutenção e Infraestrutura (nas funções de Auxiliar de Serviços Gerais e Condutor de Veículos), Técnico em Nutrição Escolar (Merendeira); Professor (Ciências, Educação Artística, Educação Física Geografia, História, Espanhol, Inglês, Português, Pedagogo, Matemática), Professor Especializado em Atendimento Educacional Especializado e/ou Educação Especial, Professor Licenciado na ocupação de Instrutor ou Intérprete de Libras e Técnico de Nível Superior (Administrador, Arquiteto, Bacharel em Direito, Contador, Engenheiro Ambiental e Sanitarista, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Estatístico, Fonoaudiólogo, Nutricionista e Psicólogo). As funções disponibilizadas e nível de ensino exigido para seus exercícios estão relacionadas no edital do certame já publicado no Diário Oficial do Tribunal de Contas do Estado - TCE e no site selecon.org.br.
As inscrições começam no dia 1º de novembro e poderão ser feitas até o dia 29 também de novembro, no site do Instituto Selecon, organizador. A taxa de inscrição é de R$ 60,00 para as funções de nível médio e R$ 70,00 para superior. Aqueles que estiverem desempregados, tiverem renda de até um salário mínimo ou forem doadores de sangue ou de medula poderão pedir isenção da taxa de inscrição. As solicitações poderão se feitas nos dias 30 e 31/10/2018, até as 16 horas, no site do Instituto Selecon. É preciso conferir toda a documentação exigida e o horário de atendimento do posto de entrega de documentos, que funcionará para receber a documentação do pedido de isenção, localizado nas Faculdades Evangélicas Integradas Cantares de Salomão - FEICS, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 3500 – Bosque da Saúde – Cuiabá-MT, nos dias 30 e 31/10, das 9h às 17:30h.
A seleção será realizada mediante prova objetiva de conhecimentos básicos e específicos prevista para o dia 16 de dezembro. Haverá análise de títulos e experiência para candidatos não eliminados na prova objetiva. O resultado preliminar da prova objetiva está previsto para o dia 20 de dezembro.
Opção de transferência do crédito da devolução de taxa do seletivo anterior para inscrição no novo processo seletivo
Os inscritos no processo seletivo da Secretaria Municipal de Educação (Edital 03/2018), que foi revogado pela Prefeitura, podem escolher se desejam participar desta nova seleção (realizando nova inscrição) ou querem solicitar a devolução da taxa. A escolha deve ser feita no site do Instituto Selecon, na página do novo processo seletivo - Edital 006/2018, onde os inscritos poderão optar por transferir o crédito da inscrição antiga para efetivar inscrição no novo processo seletivo ou solicitar a devolução. Todas as informações estão no site do Instituto Selecon (selecon.org.br). 
Processo Seletivo - Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá
Vagas:2.254 imediatas e Cadastro de Reserva
Escolaridade: Médio e Superior
Inscrições: 1º a 29 de novembro de 2018
Taxa: R$ 60,00 (Médio) ; R$ 70,00 (Superior)
Isenção: 30 e 31 de outubro de 2018
Organizador: Instituto Selecon
Inscrição: www.selecon.org.br
folhamax

Como incluir tecnologia no currículo de olho em competências da BNCC

Site lançado pelo CIEB traz referências para professores, escolas e redes desenvolverem habilidades digitais propostas na Base Nacional Comum Curricular


Da Redação


Para apoiar redes de ensino, escolas e professores que precisam incluir os temas de tecnologia e computação nos seus currículos, o CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira) lança a plataforma Currículo de Referência em Tecnologia e Computação, que traz diretrizes e orientações para desenvolver habilidades digitais propostas na BNCC (Base Nacional Comum Curricular).
Voltada para a educação infantil e o ensino fundamental, a plataforma pretende potencializar o uso de tecnologia e ampliar as reflexões sobre computação na educação básica.
Com uma série de orientações, a ferramenta mostra práticas que apoiam o desenvolvimento da 5ª Competência Geral da BNCC, que indica que os alunos precisam “compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva”.
Entre os diferenciais do material, está a possibilidade de professores compreenderem como desenvolver cada uma das habilidades digitais apresentadas no documento. Além da indicações de práticas pedagógicas, ele apresenta sugestões de avaliação e materiais de referência que podem apoiar no planejamento de aulas, como sites, plataformas, objetos digitais de aprendizagem, jogos e programas.
Desenvolvido pelo CIEB, o conteúdo foi elaborado a partir de um estudo realizado pelos especialistas André Luís Alice Raabe, professor titular da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Flávio Rodrigues Campos, colaborador da Escola de Formação de Professores do Governo do Estado de São Paulo (Efap) e Christian Puhlmann Brackmann, coordenador geral de pós-graduação no Instituto Federal Farroupilha.
A plataforma organiza o currículo em três eixos: Cultura Digital, Pensamento Computacional e Tecnologia Digital. Cada um deles permite a navegação por tema de interesse e diferentes anos das etapas de ensino.
O material ainda apresenta indicações sobre níveis de maturidade das escolas e dos docentes em relação o uso de tecnologias conforme cada prática.
Para as redes de ensino, a plataforma também pode ser utilizada de diferentes formas. Elas podem trabalhar tecnologia e computação de forma transversal ou podem criar um componente curricular específico no seu currículo.
A ferramenta é gratuita e pode ser acessada em http://curriculo.cieb.net.br/.
PORVIR

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Conviva: Educação integral na BNCC é tema de debate nesta quarta-feira (31/10)


Nesta quarta-feira (31), às 14h, o Conviva Educação debate a inclusão da educação integral na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).
Na transmissão, que será realizada pelo Facebook da plataforma, integrantes da equipe do Instituto Ayrton Senna vão explicar como incorporar o princípio desta modalidade de ensino no texto introdutório de currículos municipais e como implementá-lo em sua rede.
Para assistir, basta acessar a página do Conviva Educação na rede social, disponível neste link.
Sobre o Conviva
O Conviva Educação é um ambiente virtual gratuito voltado aos dirigentes municipais de educação e equipes técnicas das secretarias que tem por objetivo apoiar o processo de gestão e planejamento da Educação e, com isso, contribuir para a aprendizagem dos estudantes. A plataforma, uma iniciativa da Undime em parceria com 13 institutos e fundações, foi lançada em 2013.
Fonte: Undime com informações do Conviva Educação

Pesquisadores criam livro de receitas para falar sobre a preservação do Cerrado


Segundo maior bioma do país, o Cerrado concentra 5% da biodiversidade do planeta. Especialistas apontam que, infelizmente, restaram apenas 49% da área original. E foi pensando na urgência de trabalhar pela preservação que pesquisadores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) se uniram com chefs da capital para elaborar um livro-manifesto sobre a valorização do Cerrado por meio da gastronomia. A parceria é assunto da edição desta quinta, 18, do programa Educação no Ar, produzido pela TV MEC e transmitido pela NBR.
Segundo os pesquisadores, o bioma deve ser entendido além da biodiversidade nativa. Há, ali, a necessidade de valorizar a agrodiversidade de forma sustentável, pauta principal da iniciativa de levar à mesa a riqueza do cerrado. “O curso técnico de cozinha do IFB tem o objetivo de estimular os alunos, futuros cozinheiros, a trabalhar com o desenvolvimento do território. Nada mais interessante, então, que eles utilizarem essas espécies da nossa biodiversidade”, destaca a pesquisadora Ana Paula Jacques.
O manifesto rendeu o livro Aqui tem cerrado no prato, com receitas assinadas por Ana Paula, além de profissionais responsáveis por renomados restaurantes, como André Castro (Authoral), Diego Badra (Oliver), Francisco Ansiliero (Dom Francisco), Leandro Nunes (Leo Cozinha Criativa), Leo Hamu (Leo Hamu), Lui Veronese (Sallva), Mara Alcamin (Universal Dinner) e Simon Lau (Aquavit), além do professor Marcos Lelis, do Instituto de Ensino e Saúde de Brasília (Iesb).
Dia do Cerrado – “Tudo começou e foi motivado pela data 11 de setembro, o Dia do Cerrado”, conta Ana Paula. “[É] um incentivo para que as pessoas criem projetos e discutam o que vem acontecendo com o bioma. Sabemos que atualmente o Cerrado sofre muito desmatamento e tem o espaço ameaçado pela expansão do agronegócio. O livro-manifesto surge com essa possibilidade de trazer o bioma para a discussão, falar de sustentabilidade de uma forma lúdica, interativa, por meio da alimentação”.
A equipe de chefs de cozinha da cidade, professores e pesquisadores aceitou prontamente o convite do IFB. “Eles tinham de utilizar os produtos que estavam na estação, não só os frutos do Cerrado, como jatobá, cagaita, pequi, mas também produtos da sociobiodiversidade. A gente tem, por exemplo, o gergelim, a marmelada de Santa Luzia, que é um produto da comunidade quilombola e que está em risco de extinção cultural, uma vez que parte das famílias não produzem mais o doce porque perdeu valor comercial... Quando trazemos esses produtos para a gastronomia, eles saem de uma invisibilidade cultural e biológica”, explica a professora.
Futuro - Os alunos do curso de alimentos do IFB estão levando adiante a ideia de preservação e melhor utilização do bioma. “Eles chegam empolgados à sala após colherem produtos no Cerrado”, conta Ana Paula. “Também ficam surpreendidos ao descobrir que algo que desconsideravam tem valor e pode ser usado em preparos. A ideia é que as pessoas possam enviar dicas para criarmos um grande banco de receitas e de produtores, tornando mais acessível encontrar os produtos da biodiversidade local.”
Cajuzinho-do-cerrado, jatobá, castanha de baru, pequi e mangarito são alguns dos protagonistas das receitas doces e salgadas da publicação, que pode ser vista na íntegra no portal do projeto. Os pratos também ganharam um colorido especial na lente do fotógrafo Rafael Facundo, cujas fotos ilustram o livro.
Clique aqui para conhecer mais sobre o projeto.

Assessoria de Comunicação Social
MEC

SME - Cuiabá: Instrução Normativa estabelece calendário letivo 2019


INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 002/2018/GS/SME 

O SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Complementar nº 359/2014,

Considerando as disposições contidas nas Leis Complementares nº 220/10 e nº 404/16; 
Considerando a Resolução nº 03/2012/CME/CUIABÁ-MT e, ainda, 
Considerando a necessidade de garantir o cumprimento do disposto no Art. 24, Inciso I da Lei nº 9.394/96 e a organização relativa ao término do ano letivo/2018, bem como a normatização do ano letivo de 2019, nas Unidades Educacionais do Município de Cuiabá MT. 

RESOLVE: 

Art. 1º - Definir que o Calendário Letivo para Educação Infantil, Ensino Fundamental deverá ter carga horária mínima de 800 horas e Educação de Jovens e Adultos (EJA) deverá ter carga horária mínima de 600 ou 800 horas, distribuídas por um mínimo de 200 dias de efetivo trabalho escolar (Art. 24, Inciso I da Lei nº 9.394/96), cabendo o cumprimento integral da carga horária, conforme o estipulado nas matrizes curriculares, devidamente homologadas pela Coordenadoria de Gestão e Legislação desta Secretaria (CGL/DE/DGGE/SME).

Leia a Instrução na íntegra: Instrução nº 002/2018

SEDUC - MT - Processo de atribuição de efetivos para 2019 começa em novembro

Para os contratos temporários haverá uma orientação específica, por meio de um edital a ser publicado nos próximos dias.
Adilson Rosa Seduc MT



As inscrições para o processo de atribuição de classe e/ou aulas para os Professores efetivos da rede estadual de ensino, assim como para os Técnicos Administrativos (TAEs) e Apoio Administrativo Educacionais (AAEs), para o ano letivo de 2019, estão marcadas para o período de 1º a 20 de novembro, conforme Instrução Normativa 10/2018, publicada no Diário Oficial do Estado do dia 25 de outubro.
O preenchimento da ficha será na plataforma Processo de Atribuição Simplificado (PAS). Para os contratos temporários haverá uma orientação específica, por meio de um edital a ser publicado nos próximos dias.
Conforme o documento, o período de validação das inscrições será de 20 de novembro a 21 de dezembro na unidade escolar na qual o profissional da educação se inscreveu. A atribuição, em sua primeira fase, será no dia 25 de janeiro.
A Instrução Normativa destaca que todos os profissionais da educação efetivos que integram o quadro de pessoal da rede estadual de ensino deverão participar do processo de atribuição de classes e/ou aulas e regime/jornada de trabalho nas unidades escolares.
A publicação enumera ainda uma série de situações onde não será preciso fazer a contagem de pontos. Somente deixarão de atribuir durante a vigência do afastamento, conforme publicação no DOE.
O servidor que estiver lotado no Órgão Central (Seduc) ou Conselho Estadual de Educação (CEE) deverá também se inscrever em sua escola de lotação e participar do processo de atribuição. A Instrução Normativa frisa que os professores lotados nesses dois locais deverão apresentar uma carta de designação ao secretário da unidade escolar.
Com isso, será atribuído na função “Designado para Seduc” ou “Designado CEE”, possibilitando assim sua substituição por outro profissional, para quando no caso de retorno deste à unidade escolar, ser-lhe garantida a atribuição obtida no PAS.
Os servidores da área administrativa (TAEs e AAEs) efetivos, lotados no Órgão Central e CEE deverão participar do processo de atribuição diretamente nestas unidades.
O mesmo vale para os servidores da área administrativa lotados nas Assessorias Pedagógicas e nos Cefapros em 2018. Eles deverão inscrever-se na sua unidade de lotação. Caso o mesmo não queira dar continuidade na função, deverá solicitar sua movimentação para outra unidade da rede no município.



SEDUC MT

Cuiabá: Prefeito anuncia adequações e encaminha à Câmara projeto de Reforma da Previdência

CAROLINA MIRANDA O prefeito Emanuel Pinheiro assinou na manhã desta quarta-feira (11), o projeto de Lei Complementar que trata da adeq...