quinta-feira, 13 de março de 2014

Bibliotecários da rede municipal de educação comemoram seu dia

Rosane Brandão

A Secretaria Municipal de Educação realizou na noite desta quarta-feira (12) uma solenidade para comemorar o Dia do Bibliotecário. A comemoração reuniu parte da equipe de bibliotecários da rede municipal de ensino, incluindo os que atendem nas bibliotecas Saber com Sabor.
Os bibliotecários se reuniram no auditório da secretaria para celebrar a data e discutir ações que envolvem os profissionais e as atividades que serão desenvolvidas nas bibliotecas da rede municipal ao longo do ano de 2014. 
Segundo a coordenadora das bibliotecas, Edvair Alves, a rede municipal de ensino conta hoje com 60 bibliotecários, sendo 15 deles atuando nas oito bibliotecas Saber com Sabor.
Conforme destacou Edvair Alves, com a Lei 12.244, aprovada em maio de 2010, ficou estabelecido que até maio de 2020 todas as instituições de ensino públicas e privadas do Brasil deverão possuir bibliotecas. “Sem dúvida é um grande avanço, pois permitirá que crianças, jovens e adultos tenham uma ampliação de acesso ao universo da leitura”.
No entanto, segundo a coordenadora, a lei também traz um grande desafio, uma vez que não basta disponibilizar os livros ao público interessado. É necessário que as bibliotecas sejam bem administradas. 
“Vale destacar a importância de um profissional que empregue estratégias inovadoras e adequadas para a construção de uma cultura de leitura e comportamento leitor, atuando em parceria com os professores, comunidade e parceiros, pois esses profissionais fazem toda a diferença no tratamento com o acervo e na disponibilidade do mesmo para o leitor”, observa Edvair Alves.
Os Bibliotecários da rede municipal, conforme lembra Edvair Alves, são formados em Biblioteconomia e todos possuem o registro do Conselho Regional de Biblioteconomia (CRB) para desempenho de suas funções.
Desde a sua fundação, em Dezembro de 2001, as Bibliotecas Comunitárias “Saber com Sabor” contavam somente com Técnicos de Multimeios Didáticos (TMDs) para desempenhar as funções de Bibliotecário. “Hoje somam oito unidades e contam com 15 bibliotecários”.
O Dia do Bibliotecário é comemorado em todo o território nacional no dia 12 de Março. Foi instituído nesta data em homenagem ao bibliotecário, escritor e poeta Manuel Bastos Tigre, que nasceu neste dia. O escritor foi o primeiro bibliotecário concursado do Brasil e integrava a equipe do Museu Nacional do Rio de Janeiro.

http://www.cuiaba.mt.gov.br/educacao/bibliotecarios-da-rede-municipal-de-educacao-comemoram-seu-dia/8444

Em Barra do Garças a alimentação escolar é diferenciada para diabéticos e hipertensos

 
De Barra do Garças
      
Os alunos da rede municipal de ensino de Barra do Garças, portadores de diabetes ou hipertensão, terão uma alimentação diferenciada, conforme prevê o projeto de Lei 07/20014, de autoria do vereador Valdeí Leite Guimarães, o Pebinha (PSB). A matéria foi aprovada na sessão ordinária de segunda (10) e encaminhada, nesta quarta (12), para sanção do prefeito Roberto Farias (PSD). De acordo com Pebinha, a merenda escolar servida hoje nas escolas e creches do município, não leva em consideração se o aluno é portador de alguma doença. “O cardápio é o mesmo. Com esta iniciativa procuramos adequar uma alimentação balanceada, já que os portadores destas enfermidades exigem uma atenção especial”. 
Diabético, o vereador informa que percorreu várias escolas da cidade e constatou que crianças hipertensas, obesas e diabéticas não possuem um cardápio diferenciado, o que o motivou a atentar para esta questão. “Agora, os alunos terão um cuidado especial, pois, caberá a cada escola levantar estes casos e começar a aplicar a alimentação sob a supervisão de um nutricionista”, destaca. O município terá 60 dias para se adequar à medida e começar a cumprir a lei.
http://www.rdnews.com.br/legislativo/em-barra-a-merenda-e-diferenciada/52361

Especialistas debatem avaliações educacionais e suas utilizações

Nesta quarta-feira, 12, especialistas brasileiros e estrangeiros debateram, na sede do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o uso dos resultados das avaliações educacionais pelas escolas. "Vamos avançar no debate sobre a aplicação pedagógica das avaliações na educação básica", afirmou o presidente do Inep, Chico Soares, durante palestra de abertura do Seminário Internacional Devolutivas das Avaliações de Larga Escala.
De acordo com Chico Soares, a interação entre a avaliação e o aprendizado precisa ser aprimorada para alcançar todo o potencial na aplicação pedagógica, ou seja, no retorno à escola. Neste sentido, o presidente observou que é preciso implementar um vocabulário comum para a educação brasileira. "O aluno precisa ter domínio de capacidades que lhe permitam ter uma vida plena. Sendo assim, ter uma linguagem comum é bom para que o debate educacional seja pedagogicamente produtivo", explicou.
Após a exposição do presidente do Inep, aconteceram ainda outras duas apresentações. O professor Lorin W. Anderson, da Universidade da Carolina do Norte (EUA), falou sobre o uso da Taxonomia de Bloom revisada para a interpretação dos dados da Prova Brasil. A taxonomia revisada estrutura os objetivos educacionais em conhecimentos e processos cognitivos.
O professor Jesús Miguel Jornet Meliá, da Universidade de Valença (Espanha), apresentou técnicas para a construção de níveis para apresentação dos resultados da Prova Brasil. No período da tarde, os debates seguiram com a apresentação do educador canadense Bruce Rodrigues sobre como resultados de avaliações educacionais foram oferecidos às escolas em Ontário, além de uma mesa redonda sobre o uso pedagógico dos resultados da Prova Brasil. 
Assessoria de Comunicação Social do Inep

http://portal.inep.gov.br/visualizar/-/asset_publisher/6AhJ/content/especialistas-debatem-avaliacoes-educacionais-e-suas-utilizacoes?redirect=http%3a%2f%2fportal.inep.gov.br%2f

Câmara aprova cuidador nas escolas para alunos com deficiência

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (12), em caráter conclusivo, medida que obriga as escolas regulares a oferecer cuidador específico para alunos portadores de necessidades especiais, se for verificado que o aluno precisa de atendimento individualizado. A iniciativa está prevista no Projeto de Lei PL - 8014/2010, do deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG), que agora será analisado pelo Senado.
A legislação brasileira incentiva a inclusão dos portadores de deficiência no ensino regular, deixando o ensino especial para aqueles com características específicas. Por isso, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9394/96) prevê o serviço de apoio especializado aos alunos portadores de deficiência matriculados nas escolas regulares. O projeto inclui explicitamente o cuidador como parte desse suporte, desde que necessário.
Segundo o projeto, o cuidador acompanhará o estudante de maneira mais individualizada no ambiente escolar para facilitar sua mobilidade e auxiliar nas necessidades pessoais e na realização de tarefas.

Íntegra da proposta:

Da Redação - DC

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'


http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/EDUCACAO-E-CULTURA/438330-CAMARA-APROVA-CUIDADOR-NAS-ESCOLAS-PARA-ALUNOS-COM-DEFICIENCIA.html

Robô ajuda crianças com autismo a se comunicar na Inglaterra

Escola britânica adotou um novo "amigo" para seus alunos autistas: um robô de falas simples e frases repetitivas que tem ajudada as crianças a se comunicar


Uma escola britânica para crianças com autismo está usando um robô chamado "Kaspar" para ajudar no desenvolvimento dos alunos.


O robô Kaspar foi adotado por uma escola britânica para a comunicação de crianças autistas Foto: BBCBrasil.com
O robô Kaspar foi adotado por uma escola britânica para a comunicação de crianças autistas
Foto: BBCBrasil.com

Kaspar foi criado pelos engenheiros e cientistas da Universidade de Hertfordshire, no centro-oeste da Inglaterra.
Uma das características do "professor robô" destacada pelos cientistas é que ele tem traços simples e usa frases repetitivas. Segundo cientistas, estas características agradam crianças com autismo.
Nos últimos seis meses, desde que Kaspar começou a ser usado, os professores notaram uma melhora na forma como algumas das crianças se comunicam.
Os engenheiros da Universidade de Hertfordshire querem aperfeiçoar Kaspar e estão trabalhando até com impressão 3D para fabricar novas peças para o robô.
Ainda em 2014 outros 20 robôs serão distribuídos para escolas e pais de crianças com autismo na Grã-Bretanha.

http://noticias.terra.com.br/educacao/robo-ajuda-criancas-com-autismo-a-se-comunicar-na-inglaterra,0f837d2c5f2b4410VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html

Municípios têm até 30 de abril para transmitir dados para o Siope

De acordo coma legislação brasileira, os municípios têm até o dia 30 de abril para transmitir as informações referentes aos gastos de 2013 com educação para o Siope, o Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação. A determinação está prevista no artigo 51 da Lei Complementar nº 101 de 2000.
Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), apenas 163 municípios preencheram e transmitam as informações para o sistema. O número representa 2,92% do total de municípios no país.
Os municípios que não transmitiram as informações ou os que transmitiram mas não cumpriram a determinação de vincular 25% da receita à educação pública, estão automaticamente inseridos no Cadastro Único de Convênio (Cauc). Isso significa que esses municípios estão impedidos de firmar qualquer convênio com o governo federal.
Por isso a importância de transmitir os dados. A ação garante ao município a possibilidade de firmar novos convênios e, dessa forma, continuar investindo. Além disso, demonstra transparência à sociedade em relação aos recursos públicos aplicados ao longo da gestão.
O que é e como funciona o Siope? É um sistema eletrônico, operacionalizado pelo FNDE, instituído para coleta, processamento, disseminação e acesso público às informações referentes aos orçamentos de educação da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.
O principal objetivo é mostrar o quanto as três esferas de governo investem efetivamente em educação no Brasil, fortalecendo, assim, os mecanismos de controle social dos gastos na manutenção e desenvolvimento do ensino.
Veja na tabela abaixo o número e o percentual de municípios de cada estado que já transmitiram as informações ao Siope:
16
Verifique se seu município transmitiu as informações aqui .
Acompanhe aqui a relação atualizada.
Autor: Undime
http://undime.org.br/municipios-tem-ate-30-de-abril-para-transmitir-dados-para-o-siope/

Cuiabá: Prefeito anuncia adequações e encaminha à Câmara projeto de Reforma da Previdência

CAROLINA MIRANDA O prefeito Emanuel Pinheiro assinou na manhã desta quarta-feira (11), o projeto de Lei Complementar que trata da adeq...