segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Retificação Edital Concurso (mudança de data para TAE)

A Secretaria de Estado de Gestão publicou um edital de retificação, no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (25), alterando a data das provas do concurso da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), para os cargos de técnico e apoio administrativo educacional e professor da educação básica, em virtude do alto número de inscritos no concurso. Também foi alterado o conteúdo programático das provas.



CONCURSO PÚBLICO
EDITAL Nº. 01/2017 - 03 DE JULHO DE 2017
RETIFICAÇÃO Nº 02
O Secretário de Estado de Gestão, o Secretário de Estado Educação Esporte e Lazer e o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação - IBFC, no uso de suas atribuições legais, COMUNICAM que foram efetuadas retificações do Edital em referência, conforme indicado a seguir:
1. Alterar a data de prova do cargo de Técnico Administrativo Educacional do item 9.1 do Edital, em virtude do número de inscritos no concurso para:


Cargo
Data Prevista
Manhã
Tarde
Técnico Administrativo Educacional - Bloco A
01/10/2017
Prova Objetiva
Prova Discursiva
Apoio Administrativo Educacional - Bloco A
24/09/2017
-
Prova Objetiva
Professor da Educação Básica - Bloco B
17/09/2017
Prova Objetiva
Prova Discursiva

2. Alterar no Anexo IV - Conteúdo Programático de Conhecimentos Básicos - Legislação Básica do cargo de Técnico Administrativo Educacional o item 6 para:
Legislação Básica: 6. Plano Estadual de Educação: Lei 10111 de 06 de junho de 2014 e Lei nº10.289 de 26 de junho de 2015.
3. Alterar no Anexo IV - Conteúdo Programático de Conhecimentos Básicos - Legislação Básica do cargo de Professor de Educação Básica no item 13 para:
Legislação Básica: 13. Plano Estadual de Educação: Lei 10111 de 06 de junho de 2014 e Lei nº10.289 de 26 de junho de 2015.
4. Permanecem inalteradas as demais condições estabelecidas no Edital Normativo e suas retificações.
Cuiabá, 24 de agosto de 2017.
MARCO AURÉLIO MARRAFON
Secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer
(Original Assinado)
JULIO CEZAR MODESTO DOS SANTOS
Secretário de Estado de Gestão
(Original Assinado)
olhardireto.com.br
iomat.mt.gov.br

Câmara aprova projeto que reforça proibição de promoção automática em escolas

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou, em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 8200/14, do deputado Alexandre Leite (DEM-SP), que reforça a proibição de alunos se classificarem para qualquer série ou módulo da educação básica (ensino médio e fundamental) por meio de promoção automática.

A proposta segue para o Senado, caso não haja recurso para análise pelo Plenário da Câmara.

Hoje a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB - Lei 9394/96) diz que a classificação em qualquer série, exceto na primeira do ensino fundamental, será feita por promoção (para alunos que cursaram, com aproveitamento, a série anterior na própria escola); mediante transferência (para candidatos procedentes de outras escolas); ou por meio de avaliação elaborada pela escola. O projeto altera a lei, acrescentado que será proibida, em qualquer hipótese, a promoção automática.

O parecer do relator, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), foi pela constitucionalidade, juridicidade e técnica legislativa do projeto e da emenda da Comissão de Educação, com subemenda de técnica legislativa.

A emenda estabelece que a proibição não valerá para a educação infantil e ressalva a autonomia dos sistemas de ensino para a organização do ensino em ciclos, conhecidos como progressão continuada. Nesse sistema, há um alargamento do conceito de período escolar, baseando-se em ciclos em vez de anos, sendo possível, por exemplo, um ciclo letivo que ultrapasse os 200 dias letivos previstos na legislação de regência da educação.

O deputado Luiz Couto (PT-PB) considera o projeto de lei desnecessário, pois, segundo ele, a chamada promoção automática já contraria diversos dispositivos da LDB.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Lara Haje 
Edição – Rachel Librelon

camara.leg.br

Undime e o Consed lançam oficialmente Guia de Implementação da BNCC durante videoconferência na próxima terça (29)


undime.org.br

Na próxima terça-feira, 29 de agosto, o Guia de Implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) será oficialmente lançado pela Undime e pelo Consed. Para tanto, será realizada uma videoconferência, por meio do Conviva Educação, às 10 horas.

Acesse AQUI o Guia

Para assistir, basta acessar, o link: http://bit.ly/2wniC5b 
O Guia de Implementação traz orientações práticas e sugestões de planos de ação, que buscam responder a dúvidas e apoiar os trabalhos que envolvem questões como por onde começar e como organizar o processo, quem envolver, como comunicar.
Para elaboração do documento, um grupo de trabalho composto por técnicos indicados pela Undime e pelo Consed conduziu a produção dos materiais, com o apoio técnico do Movimento pela Base e da Comunidade Educativa Cedac. Durante a produção, uma equipe formada por 53 coordenadores estaduais da BNCC – um representante da Undime e um do Consed por estado – avaliou a estrutura do Guia e contribuiu para a sua construção.
Para aqueles que quiserem enviar dúvidas sobre o assunto para que elas sejam respondidas durante a videoconferência, basta acessar o link http://bit.ly/2v59kLr e registrá-las.
Videoconferência de lançamento do Guia de Implementação da BNCC
Data: 29 de agosto de 2017, terça-feira
Horário: 10 horas
Link para acessar a videoconferência: http://bit.ly/2wniC5b   
Link para registrar dúvidas: http://bit.ly/2v59kLr
Fonte: Undime

Piso salarial de professores da educação básica para 2020: R$ 2.886,24

Dyelle Menezes, do Portal MEC O piso salarial dos profissionais da rede pública da educação básica em início de carreira foi reajustado...