quarta-feira, 28 de agosto de 2013

138 escolas de MT recebem verba para ar-condicionado

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc/MT) repassa desde a semana passada o quarto lote de recursos do Programa de Desenvolvimento da Escola (PDE) Climatização. Ao todo, 138 escolas estaduais de 40 municípios estão sendo contempladas com R$ R$ 3.361.068,80. A verba deve ser utilizada em investimentos na melhoria da rede elétrica interna, necessária para instalação de condicionadores de ar.

A secretária-adjunta de Estrutura Escolar, Nuccia Maria Santos, ressalta que antes de aplicarem os recursos os diretores devem estudar o manual orientativo encaminhado pela Seduc, a todas as 739 escolas do Estado. O Manual oferece orientações técnicas para tomada de preço, contratação das empresas, execução e prestação de contas dos serviços realizados.

Somados aos R$ 9,9 milhões repassados a 271 escolas no mês de julho, já são mais de R$ 13,2 milhões do PDE Climatização disponibilizados a 409 unidades de ensino. O programa conta com um total de pouco mais de R$ 19,5 milhões para investimentos em todas as escolas estaduais. Os outros R$ 6,3 milhões serão repassados em mais dois lotes até dezembro.
leia mais:
http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=3&cid=170761

Rede Municipal aceita proposta e finaliza Greve

Os profissionais  da Rede Municipal da Educação de Cuiabá decidiram em Assembleia Geral colocar fim à paralisação iniciada a uma semana. O retorno às atividades deve ocorrer na quinta-feira, 29/08.  

SME apresenta nova proposta de reajuste salarial

O secretário municipal de Educação de Cuiabá, Gilberto Gomes de Figueiredo, protocolou na manhã desta quarta-feira (28) uma nova proposta de reajuste salarial para o Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Cuiabá (Sintep).
A proposta da Prefeitura e Cuiabá é de mais 2% de ganho real na folha de pagamento do mês de dezembro de 2013 e de mais 2% na folha de março de 2014. Com esta proposta, a Prefeitura de Cuiabá totaliza um aumento salarial de 14,77% concedido em 2013, uma vez que já foram concedidos este ano 12,77%.
A nova proposta de reajuste foi apresentada ao Sintep pelo prefeito Mauro Mendes e o secretário Gilberto Figueiredo durante reunião realizada na noite de ontem (27) e oficializada na manhã de hoje.
A Prefeitura de Cuiabá aguarda uma posição do sindicato ainda hoje, uma vez que ele se reunirá com os demais profissionais da educação durante assembleia para analisar e deliberar sobre a nova proposta.
Fonte:  Rosane Brandão
http://www.cuiaba.mt.gov.br/noticias?id=7365

Câmara discute obrigatoriedade de música e artes no ensino fundamental

A Comissão de Educação promove debate nesta tarde sobre o projeto de lei que inclui o ensino de música, artes plásticas e artes cênicas no currículo obrigatório das escolas do ensino fundamental.

O PL 7032/10, do Senado, altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9.394/96), que não é explícita quanto às disciplinas relacionadas às artes. Apenas define que "o ensino da arte constituirá componente curricular obrigatório, nos diversos níveis da educação básica". O ensino de música, no entanto, já é obrigatório desde 2008.

Segundo a proposta, do ex-senador Roberto Saturnino, o sistema de ensino terá cinco anos para se adaptar à regra.

Tramitação
Os projetos que criam disciplinas nos currículos escolares são analisados de forma  pela Comissão de Educação e pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). Porém, a grande maioria não chega a ser analisada pela CCJ, já que é rejeitada pela Comissão de Educação. Um dos argumentos para a rejeição é o fato de que a construção do currículo escolar é considerada competência dos sistemas de ensino e das próprias escolas.

Foram convidados para a audiência, sugerida pelo deputado Raul Henry (PMDB-PE):
- o coordenador-geral de Ensino Fundamental da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Ítalo Dutra;
- o presidente do Conselho Nacional de Educação do MEC, José Fernandes de Lima;
- a presidente da Federação de Arte/Educadores do Brasil (Faeb) e Coordenadora do Curso de Artes Visuais da UFPE, Maria das Vitórias Negreiros do Amaral;
- a diretora do Instituto de Artes da Universidade de Brasília (UnB), Izabela Costa Brochado; e
- o professor do Curso de Teatro da UnB José Mauro Barbosa Ribeiro.

Íntegra da proposta:

http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/EDUCACAO-E-CULTURA/450247-EDUCACAO-DISCUTE-AULA-OBRIGATORIA-DE-MUSICA-E-ARTES-NO-ENSINO-FUNDAMENTAL.html

Concurso Despertar para a Ciência. Inscreva sua escola

O concurso “Despertar para Ciência” é uma iniciativa do PortalCiencia com o intuito de educar e divulgar a ciência em escolas de ensino médio no Brasil. Através da doação de equipamentos fundamentais para a formação de um laboratório de ciências, o concurso busca  instigar os alunos de escolas brasileiras a questionarem a respeito da educação cientifica no mundo e seus efeitos na sociedade.
Cada escola cadastrada irá submeter uma redação de até no máximo 30 linhas em formato  JPEG ou PDF para que sejam votadas pelo público no site PortalCiencia.org.
As três escolas vencedoras irão receber uma grande quantidade de equipamentos que auxiliam a compreensão de conceitos básicos para a educação cientifica.
Os três alunos que tiverem mais votos irão receber um passeio cientifico com a supervisão de um dos colaboradores do PortalCiencia.
Leia mais:
http://portalciencia.org/concurso-despertar-para-ciencia/

"É preciso repensar o conceito de escola", diz Bernardo Toro

O modelo de escola adotado na América Latina não funciona, e a chave para a sua melhoria está em repensar o próprio conceito de educação. A opinião é do filósofo e educador colombiano Bernardo Toro, professor aposentado da Universidade Javeriana, de Bogotá, e membro dos conselhos da Confederação Colombiana de ONGs e do Centro Colombiano de Responsabilidade Empresarial.
Toro esteve no Brasil na semana passada para participar do Salamundo 2013, evento internacional de educação realizado em Curitiba. “Muitas pessoas definem a escola como um lugar onde se dá aulas, e o educador como o profissional destinado a dar aulas”, disse. “Dar aulas é apenas uma estratégia; o objetivo da escola e do professor tem que ser que os alunos aprendam.”
“A educação existe por um único motivo: porque saber não é natural do ser humano”, afirmou. “Sendo a educação um instrumento artificial, podemos mudá-la em nosso proveito.”
Em 1997, o pesquisador definiu sete capacidades que considerava necessárias desenvolver em crianças e jovens para que tivessem participação produtiva no século 21: leitura e escrita; cálculo e solução de problemas; análise, síntese e interpretação de dados, fatos e situações; compreensão e atuação em seu entorno social; recepção crítica dos meios de comunicação; localização, acesso e melhor uso da informação acumulada; e planejamento, trabalho e decisão em grupo.
Mais de uma década e meia depois, Toro insiste que a lista, que chamou de Códigos da Modernidade, ainda é válida. “Acrescentei apenas um código a mais: é preciso aprender a ajudar e a pedir ajuda”, disse, em entrevista à CH On-line. Segundo o colombiano, nenhum sistema de ensino público segue integralmente o modelo que ele propõe.
Leia mais:
http://cienciahoje.uol.com.br/alo-professor/intervalo/2013/08/por-uma-nova-escola

Professores marcam protesto na Assembleia Legislativa e oitiva de Ságuas é cancelada

Na iminência da tomada dos professores da rede estadual de ensino, em greve há mais de duas semanas, do Legislativo Estadual, a oitiva do secretário de Estado de Educação, Ságuas Moraes (PT) à Comissão Educação, Ciência, Tecnologia, Desporto e Lazer, sobre a atual situação da Pasta, prevista para acontecer nesta quarta-feira (28), foi cancelada sem data prevista para acontecer.
A manifestação dos professores faz parte da agenda de mobilização que a categoria deliberou em assembleia geral para reforçar o movimento grevista, iniciado há 17 dias. A partir das 10h educadores da Capital e interior realizam a ocupação e almoçam no local. 
leia mais:
http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?noticia=Professores_marcam_protesto_na_AL_e_oitiva_de_Saguas_Moraes_e_cancelada&id=336622

Plataforma de Letramento será lançada



A Fundação Volkswagen e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) vão lançar na próxima segunda-feira (2) um ambiente virtual de aprendizagem voltado para educadores e demais profissionais que atuam na garantia de acesso ao mundo da escrita. O ambiente, chamado Plataforma de Letramento, será lançado às 9 horas e os interessados poderão acompanhar ao vivo pela internet.
Para mais informações, acesse a página da Plataforma no Facebook.

UNEMAT: 6º Encontro Nacional de Linguagem, História e Cultura (Enalihc)

Tem início nesta quarta-feira (28) o 6º Encontro Nacional de Linguagem, História e Cultura (Enalihc), promovido pela Universidade do Estado de Mato Grosso em Cáceres. A abertura oficial será às 19h30 no Museu da Unemat, na Cidade Universitária.
O evento tem como objetivo proporcionar um espaço para consolidação dos estudos e pesquisas das Ciências da Linguagem, envolvendo professores e acadêmicos.  O encontro ocorre a cada dois anos e é promovido pelo Centro de Pesquisa e Estudos da Linguagem (Cepel), juntamente com o mestrado em Linguística e, nesta edição, também com o Doutorado Interinstitucional em Linguística da Unemat/Capes e Unicamp, que está em fase de encerramento.
http://www.novoportal.unemat.br/index.php?pg=noticia/8252/Encontro%20Nacional%20de%20Linguagem,%20Hist%F3ria%20e%20Cultura%20come%E7a%20nesta%20quarta%20(28)#.Uh3bR5LVAZ4

Projeto para revitalizar região do Porto de Cuiabá deve custar R$ 28 milhões

Apontada por historiadores como o berço da capital mato-grossense, a região do porto de Cuiabá deve sofrer intervenções radicais orçadas em R$ 28 milhões com intuito de se apagar o atual retrato de abandono e de promover o espaço a ponto de visitação turística até a Copa do Mundo de 2014. Pelo menos esta é a ambição do plano apresentado à imprensa nesta terça-feira (27) pela Prefeitura, o projeto Porto Cuiabá, que prevê a ampliação do Museu do Rio, a abertura de ciclovias, de um calçadão, espaços de lazer, quiosques, uma praça e um estacionamento, entre outras ações paralelas de saneamento e revitalização que façam retomar a relação dos cuiabanos com o rio Cuiabá.
“Hoje, as pessoas têm muito menos contato com o rio. Não há mais restaurantes nem aquelas rampas de acesso, a região está abandonada, dominada por usuários de drogas, pela prostituição e o rio está inacessível. A cidade se desenvolveu a partir do rio, mas foi se virando e hoje está de costas para ele”, resumiu o secretário de governo Fábio Garcia sobre o objetivo do projeto, concebido pelos arquitetos Paulo Crispim e Marcela Carbonieri.
leia mais: 
http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2013/08/projeto-para-revitalizar-regiao-do-porto-de-cuiaba-deve-custar-r-28-milhoes.html

Cuiabá: Prefeito anuncia adequações e encaminha à Câmara projeto de Reforma da Previdência

CAROLINA MIRANDA O prefeito Emanuel Pinheiro assinou na manhã desta quarta-feira (11), o projeto de Lei Complementar que trata da adeq...