sexta-feira, 19 de julho de 2013

Estudo de analistas do Tesouro diz que ineficiência compromete 40% das verbas para o ensino

BRASÍLIA - Um estudo elaborado por analistas de finanças e controle da Secretaria do Tesouro Nacional, vinculada ao Ministério da Fazenda, estima que pelo menos 40% dos recursos gastos pelas prefeituras brasileiras no ensino fundamental são desperdiçados, seja por corrupção ou ineficiência da máquina pública.
Publicado na página do Tesouro na internet, com a ressalva de que expressa a opinião dos autores e não necessariamente a do órgão, o texto diz que os recursos disponíveis são mais do que suficientes para o cumprimento das metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Logo, o problema dos municípios seria a má gestão e não a falta de dinheiro.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/educacao/estudo-de-analistas-do-tesouro-diz-que-ineficiencia-compromete-40-das-verbas-para-ensino-9093488#ixzz2ZWFu6ZED 
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

A revolução da educação digital [com infográfico]

A filha de oito anos de uma amiga me confidenciou há alguns dias que gostaria de ter um iPad e passou vários minutos escolhendo uma capa decorada com personagens de cartoons para o celular que ela nem tem. Essa geração de nativos digitais, que não sabe o que é a existência sem celular ou internet, tem argumentos muito sólidos para justificar por que querem os mais recentes gadgets do mercado.
“Vou poder estudar em qualquer lugar”, argumenta a menina (justificando o iPad), ciente de que a mobilidade e o “estar o tempo todo conectado” são realidades. A escola como a conhecemos está em constante modificação. Como se dará a relação ensino-aprendizagem num futuro próximo? O que motiva os alunos hoje? Como os professores podem se preparar melhor para as demandas crescentes de pais e alunos em um mundo regido pela tecnologia?
http://exame.abril.com.br/rede-de-blogs/midias-sociais/2013/06/19/a-revolucao-da-educacao-digital-com-infografico/

a paz Gilberto Gil

ALUNO COM PARALISIA CEREBRAL É FINALISTA NA OLIMPÍADA DE MATEMÁTICA

Um estudante da cidade de Itanhaém, no litoral de São Paulo, virou exemplo de superação perante os colegas de classe. Aluno do 6º ano de uma escola municipal, Arthur Gabriel dos Santos Dantas, de 11 anos, tem paralisia cerebral e vai representar a escola na última etapa da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), que será realizada em setembro.
O garoto não se comunica pela fala e tem dificuldade de locomoção, porém, a capacidade intelectual é muito desenvolvida. Na escola inclusiva, ele conta com o auxílio de uma estagiária e se comunica digitando mensagens pelo computador. Ele é o primeiro estudante de Itanhaém com paralisia cerebral a disputar a final da Olimpíada.
Para a mãe do garoto, Valéria dos Santos Silva, a novidade foi recebida com muito orgulho pelos familiares. “Fiquei muito feliz. Poucos passaram e ele é o único deficiente da cidade. Estou muito orgulhosa. A família toda está apoiando e tem uma torcida boa. Ele também está muito feliz, fica do meu lado dando risada”, comemora a mãe do garoto.
http://www.todospelaeducacao.org.br/comunicacao-e-midia/educacao-na-midia/27570/aluno-com-paralisia-cerebral-e-finalista-na-olimpiada-de-matematica/
O movimento Todos Pela Educação promoverá a segunda edição de seu congresso, com o tema “Educação: agenda de todos, prioridade nacional”, nos dias 10 e 11 de setembro, no Conselho Nacional de Educação (CNE), em Brasília. O objetivo do encontro é estimular a articulação entre os diferentes setores da sociedade, entes da Federação, poderes do Estado e especialistas em diversas áreas do conhecimento para fomentar uma compreensão mais ampla da Educação e ajudar a impulsionar a agenda educacional no Brasil para as próximas décadas.
“A Educação Básica brasileira vem melhorando nas últimas décadas, porém, ainda em ritmo aquém do necessário para a garantia de Educação de qualidade para todas as nossas crianças e jovens”, afirma Priscila Cruz, diretora executiva do movimento Todos Pela Educação. “E para acelerar esse ritmo, é imprescindível a priorização da Educação por toda a sociedade e o alinhamento da agenda de trabalhos entre governo e sociedade civil de forma a garantir a plena execução do novo Plano Nacional de Educação, atualmente em tramitação no Congresso Nacional”, completa.

Ministro decide por desobrigar Governo de MT a destinar 35% do orçamento à Educação

Airton Marques O governador Mauro Mendes (DEM) conseguiu, no Supremo Tribunal Federal (STF), suspender artigo da Constituição Estadual q...